Entre em contato(62) 3945-1099 / 98209-9599 Como chegar

A psicologia clínica se desenvolveu muito nos últimos tempos, abrindo um leque enorme de possibilidades teóricas e técnicas psicoterápicas. Admitiu-se, por exemplo, a existência da alma não separada do corpo e da mente, o que nós chamamos de concepção integral do ser humano. Assim em meados do século XX após o desenvolvimento da abordagem HUMANISTA na Psicologia, surge com alguns precursores como Jung, conceitos de inconsciente coletivo, arquétipos, experiências transpessoais etc.

Pessoal é tudo que é considerado dentro do período entre o nascimento e a morte do indivíduo. E o Transpessoal é o que vai além, através e antes deste período biográfico. Buscamos referências nas filosofias perenes, nas práticas dos cuidadores, como os terapeutas do deserto, da medicina chinesa, da sabedoria popular e de toda conduta ÉTICA que respeite o ser vivo como um grande organismo pulsante.

O Indivíduo é concebido no seu aspecto amplo, onde o corpo, as emoções, o ambiente e a mente não são mais avaliados separadamente, os episódios ocorridos antes do nascimento, também chamados de perinatais influenciam no desenvolvimento do SER HUMANO. Enfim todo e qualquer fenômeno vivido pelo SER é considerado e trabalhado no sentido de integrar à personalidade.

Com os estudos de Reich pudemos contar com uma técnica que nos trouxe recursos importantes para movimentar e desfazer as estases (bloqueios de energias nos diversos segmentos do corpo), bem como para se perceber como o quantun energético é utilizado pelo indivíduo, o que influencia diretamente na saúde e no prazer de viver a vida. Associamos esta concepção à nossa prática, o que possibilitou um trabalho corporal no sentido de dar um maior princípio de realidade, liberar emoções e afetos bloqueados, trazer mais vitalidade e melhorar a percepção de si mesmo.

Hoje consideramos a abordagem corporal um excelente caminho para transcender e ampliar estados de CONSCIÊNCIA e equilibrar a energia vital, responsável pela manutenção da vida.